EMANUELLE ESTÁ SE DESPEDINDO

157

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Emanuelle em breve vai se despedir de sua vida sofrida. Parou de comer e o diagnostico não é nada bom, ela tem PIF. A Peritonite Infecciosa Felina acontece quando o organismo do animal reage de maneira inadequada ao Coronavírus, vírus presente na esmagadora maioria dos gatos de rua.

Essa resposta inadequada leva a uma mutação genética que gera um quadro avassalador para o gato, falta de apetite, acúmulo de líquido na barriga e nos pulmões e falência gradativa de órgãos. É uma doença letal, irreversível e dolorosa.

Dentre os motivos que podem desencadear o processo está o estresse.

Muitas vezes gatos de rua não domesticáveis são abruptamente capturados e confinados. Isso gera angústia, tristeza e depressão, que tornam o sistema imunológico do gato vulnerável. Esse quadro força a resposta errada do organismo ao vírus que está em latência. PIF. Morte certa.

Emanuelle é isso. Chegou até nós por conta de uma denúncia de que uma dedetizadora foi contratada pelo Carrefour para “cuidar” dos gatos que ficavam em suas dependências. Durante as investigações que movemos em conjunto com o Ministério Público chegamos a um lugar de desova da dedetizadora.

No local de desova fomos apresentados a Emanuelle. Ela estava em um cubículo e com um quadro infeccioso grave por conta de uma castração malfeita. Ao tentarem retirar os pontos ela “destruiu o consultório do veterinário”, assim nos foi dito.

Fizemos a contenção técnica e levamos para uma de nossas clínicas conveniadas. Sedamos e iniciamos tratamento com antibióticos. Emanuelle teve um período de relativa saúde conosco até parar de comer na semana passada.

Nos próximos dias ela se vai. Teve sua vida abreviada e seu fim será muito sofrido.

A dedetizadora continua operante e obteve da Justiça uma liminar que nos impede de falarmos especificamente sobre sua atuação no caso. Está protegida por um dispositivo legal. 

O Carrefour, pressionado pela opinião pública no final de 2015, nos chamou para reuniões e solicitou um projeto para “nunca mais cometer esse erro”. O projeto foi entregue logo após o Carnaval desse ano e nenhum parecer havia sido dado pela rede de supermercados até o dia 04 de maio. Nessa data entramos em contato e a Dra. Júlia Cristina Carlini, veterinária da empresa, nos informou que estavam avaliando melhores preços no mercado para o trabalho de controle ético dos gatos que habitam seus páteos. Saíram pela tangente.

O Ministério Público investiga lentamente.

A ONG arca com o ônus financeiro do tratamento da gata e seus membros estão com os corações dilacerados por vê-la triste e definhando.

Emanuelle, essa levou a pior. Está morrendo.

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/controle-etico-de-gatos

 

GATOS DE RUA, CED OU MUTIRÃO?

CED 09052016

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(foto de gato capturado em 09/05/2016, castrado e devolvido)

Mutirões de castração fazem parte da cultura da proteção animal há muito tempo.

Entretanto o que vemos, apesar dos muitos mutirões espalhados pela cidade, é o aumento expressivo do número de gatos de rua.

Por quê?

Nosso agente de CED, Eduardo Pedroso, explica nesse vídeo de forma clara e didática.

https://www.youtube.com/watch?v=IR53ltuY8eI

Nos ajude a praticar e divulgar CED contribuindo com nossa vakinha permanente:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/controle-etico-de-gatos 

VAKINHA PERMANENTE

lili

Duas ou mais vezes por semana nos dirigimos a um local público da cidade para praticar CED. Você não sabe o que é CED? Aqui tem um passo a passo para você entender. Todos podem praticar seguindo as regras e orientações de pessoas e grupos que já praticam.

É importante e vital que façamos CED ou apoiemos grupos que fazem.

Muitas e muitas vezes afirmamos o óbvio: quanto menor a população de gatos de rua, menos incidentes envolvendo gatos na cidade. Controle ético através de CED é diminuição de sofrimento. Sem dúvida.

O fator que mais dificulta a atuação de um grupo de CED é o financeiro. Despesas veterinárias, castrações, vacinas, equipamentos de captura, rações, combustível e transporte fazem parte do dia a dia de quem tenta controlar a população de gatos de rua.

Muitas vezes um grupo precisa contratar um capturador, o que é mais uma despesa. Felizmente no nosso caso temos nosso próprio capturador.

Outras despesas decorrem do resgate e abrigo de gatos em situação vulnerável. Os que não podem voltar para o local geram custos altos muitas vezes. Filhotes sem mães e idosos são um exemplo.

Fato é que para controlar a população de gatos de rua é preciso de recursos.

Por isso tornamos a vakinha CONTROLE ÉTICO DE GATOS permanente.

De agora em diante temos uma porta aberta para você nos ajudar em nossas ações.

Dignidade. É isso que tentamos proporcionar para um grupo marginalizado e perseguido. Foi Albert Schweitzer, médico e filósofo alemão, que morreu em 1965 na África salvando vidas humanas, que disse: “Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da Criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante.” 

Aqui o link da Vakinha permanente:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/controle-etico-de-gatos

 

 

CONTROLE ÉTICO DE GATOS

 

572

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O cemitério onde tentamos controlar a população de gatos não é um lugar mágico. Tampouco reina a paz nesse local silencioso. É um lugar difícil de trabalhar. Isso não importa. O que importa é que precisamos estar nele dois dias por semana lutando contra a fúria reprodutiva dos gatos. Toda semana. Em 2016 foram 37 gatos que passaram por nossas mãos por conta de nossa atividade de CED (captura, esterilização e devolução). Muitos desses eram filhotes vulneráveis e foram abrigados. Alguns estão adotados e felizes.

A razão de estarmos nesse local é brigar pela dignidade da população de gatos que ocupa espaços públicos. Gatos de rua. E para tanto precisamos de recursos.

Isso mesmo, recursos. Pois os nossos se esgotaram. O pequeno fundo destinado ao cemitério zerou em 11/04/2016. Não só zerou como ficou negativo.

 

Vejam o problema.

Em 04/04/2016 tínhamos R$ 1.964,10 (hum mil novecentos e sessenta e quatro reais e dez centavos). Nesse dia capturamos e castramos quatro gatos e abrigamos um filhote agredido. Nosso saldo passou a R$ 1.084,00. Não contabilizadas as despesas do filhote agredido, nomeada Safira, e que continua internada na clínica Cãomarada sob os cuidados da Dra. Mayra. Safira, diagnosticada com uma hérnia intestinal, aguarda condições físicas para uma cirurgia.

Em 11/04/2016 capturamos e castramos mais quatro gatos. Um desses precisou de uma enucleação, pois há tempos observávamos o choro de dor do gato amarelo lesionado na córnea sem poder fazer nada, a não ser continuar tentando capturá-lo. Capturamos e o Dr. Walter Figueira, da clínica Bichos e Vets, fez o procedimento cirúrgico. Chorão passa bem e será adotado pela Dra. Luciana Deschamps.

Ainda em 11/04/2016 abrigamos três filhotes vulneráveis. Destinamos dois deles para uma ONG maior que pode dar mais suporte aos gatinhos. Em breve serão disponibilizados para adoção segura e responsável como manda a rotina da ONG. O terceiro filhote, Frank, foi internado na clínica Cãomarada. Hoje, 12/04/2016, saberemos o que ele tem. Ao resgatarmos o Frank de um túmulo, parecia com problemas de pele.

Depois disso tudo nosso saldo passou a – R$ 272,90 (duzentos e setenta e dois reais e noventa centavos negativos). Quem desejar uma prestação de contas mais apurada é só pedir por e-mail que enviamos nossa planilha de controle.

Fato é que não temos mais recursos!

Por isso a Vakinha CONTROLE ÉTICO DE GATOS foi colocada no ar. Contribui para a campanha quem acha que ONG praticando CED em local público é importante. Doa quem gosta de gato de rua. Ajuda quem quer evitar sofrimento. Colabora quem confia em nosso trabalho e sabe que praticamos CED com amor e seriedade.

 

Duas possibilidades: 

Colaborar com a Vakinha.com! O link está logo abaixo.

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/controle-etico-de-gatos

 

Depositar na conta da ONG

Associação Bicho Brother

Caixa Econômica Federal

Agência 4007

Tipo de conta 003

Conta corrente 00001761-6

CNPJ 21.071.638/0001-93

Obrigado,

Equipe Bicho Brother

 

 

 

LUNA DOLORIDA

791 792

 

Hoje a Dra. Mayra explicou: “Luna ainda sente muita dor. Será uma recuperação lenta.” Saímos da clínica Cãomarada e no caminho de volta a conversa foi em torno de tentar entender o que leva alguém a entrar em uma casa cheia de gatos e tocar fogo. Difícil saber. Conosco estão duas gatas.

Luna e Faísca.

Ambas foram resgatadas por vizinhos da casa queimada e na noite de quinta-feira (11/03/2016), 24 horas após o incêndio, ainda aguardavam socorro deitadas na área de serviço de uma residência no bairro de Vila Carrão, Zona Leste de São Paulo.

Na clínica foi diagnosticado que Luna estava acometida de piometra avançada. Foi submetida a cirurgia ontem (14/03/2016). Supomos que estivesse debilitada antes da tragédia. Queimou-se muito. Não há previsão para sua recuperação completa.

Já Faísca encontra-se muito bem. Amanhã, quarta-feira (16/03/2016), será castrada e na quinta estará de alta. Ela precisa muito de um lar e alguém que possa terminar o tratamento das patinhas queimadas.

Para nos ajudar nessa ação:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-duas-gatas-do-incendio-da-vila-carrao

Faísca

http://www.anda.jor.br/11/03/2016/casa-onde-viviam-dezenas-de-gatos-e-incendiada-em-sao-paulo

 

QUANTO MAIS ESPERARMOS, PIOR VAI FICAR!

Nossa luta para controlar a população de gatos de rua fica mais difícil a cada dia. Os efeitos da inexistência de uma política pública aliada ao comportamento relapso da população que não castra seus bichos, são sentidos com força agora.

Existem milhares de gatos não domiciliados nas cidades brasileiras.

Essa imensa massa de animais de rua está vulnerável à ação de criminosos que capturam e somem com gatos mediante pagamentos.

Chegam notícias de empresas controladoras de pragas “capturando” gatos na Bahia e na Zona Sul de São Paulo. Na verdade não são empresas, são formações de quadrilha, grupos criminosos que enxergaram na população de gatos de rua um filão de mercado. É gente nefasta que precisa ser combatida com todo rigor da Lei.

Nossa briga com a controladora de pragas suspeita de sumir com dezenas de gatos na cidade de São Paulo e Grande ABC, vai longe. Os advogados da empresa conseguiram que o Ministério Público investigue de maneira sigilosa o processo, e também conseguiram uma liminar nos impedindo de falar sobre o assunto nas redes sociais.

Controlar a população de gatos o mais rápido possível é a solução. Todos os dias tentamos multiplicar o conceito e a prática de CED em nossa sociedade. Não é fácil. Não temos recursos para trabalhar. Sabemos que as prioridades das gestões públicas do nosso país passam longe do nosso problema, que é proteger a fragilizada e sofrida população de gatos de rua.

A sequência de fotos mostra a devolução de um gato para um terreno de uma casa vazia em um bairro da Zona Oeste da Capital. Nesse local conseguimos um bom resultado com nosso trabalho de captura, esterilização e devolução. Cessaram os aparecimentos de ninhadas, pois interrompemos os processos de acasalamento dos gatos. Isso gerou calma na colônia e a vizinhança acompanhou esse ritmo. Os responsáveis pelo terreno pararam de ser cobrados e hostilizados.

Esse foi um trabalho pontual e financiado por uma pequena empresa. Deu certo.

Para que o controle aconteça em escala maior e não dependa do suporte financeiro de quem aciona a ONG, precisamos de ajuda. Toda colaboração é importante. Para atender situações com autonomia, precisamos de recursos financeiros. Por isso esse texto, por isso essas fotos e o nosso apelo.

Para colaborar com nosso trabalho de controle da população de gatos de rua da cidade de São Paulo, você pode efetuar um depósito na conta corrente abaixo. Para contato: bichobrother@gmail.com

Muito obrigado.

Associação Bicho Brother

Caixa Econômica Federal

4007.003.00001761-6

Agência 4007.

Tipo de conta 003.

Conta corrente 00001761-6

CNPJ 21.071.638/0001-93

 

026 030 032 033 034 035 038 042 044

COM AMOR CONTRA A RAIVA!

601

 

Daqui para frente é assim. Todos os gatos que capturarmos em nossas ações de CED (captura, esterilização e devolução) serão imunizados contra raiva. O que era algo pontual se tornou um procedimento padrão. Hoje mesmo, todos os capturados no cemitério receberam a antirrábica.

É mais um custo que agregamos ao nosso sempre apertado orçamento. Esse é um valor pequeno, disse uma pessoa do CCZ outro dia, quando fomos procurar a instituição para nos apoiar cedendo vacinas. Pequeno? Capture, castre, vacine e devolva mais de 300 gatos em um ano. Não é pequeno.

O que está decidido é que não podemos deixar a população de rua desprotegida. Sabemos de sinais alarmantes em uma cidade próxima e devemos redobrar os esforços e atenção.

Ajuda para suprirmos esse custo é bem-vinda:

Associação Bicho Brother

Caixa Econômica Federal

4007.003.00001761-6

Agência 4007.

Tipo de conta 003.

Conta corrente 00001761-6

CNPJ 21.071.638/0001-93

PRECISAMOS DE AJUDA PARA CONTINUAR

capa blog

Talvez sejamos hoje o único grupo não governamental de CED (Captura, Esterilização e Devolução) em atividade permanente na cidade de São Paulo. No ano de 2015 quase 300 gatos passaram pelas nossas mãos. Tudo devidamente registrado em nossas fichas de controle de CED.

Por nossa dedicação na tentativa de controlar a população de gatos de ruas, nos tornamos referência para entidades da causa animal no Brasil e em Portugal (http://www.bichobrother.org.br/ced-no-brasil-tnr-in-brazil/).

Protetores e ONGs sérias que cuidam particularmente de gatos, reconhecem que nos últimos dois anos aprendemos a praticar CED com eficiência. Muitos resgates tem sido feitos para ONGs e particulares que nos procuram para salvar vidas.

Nosso trabalho em um conhecido cemitério da Zona Leste é nosso maior orgulho. Nesse local conseguimos a duras penas um relativo controle da população de gatos aplicando o trabalho de Captura, Esterilização e Devolução. Também muitas (realmente muitas) ninhadas foram recolhidas, tratadas, castradas e disponibilizadas para adoção responsável. 

Recentemente a administração do cemitério foi trocada, e pela primeira vez temos a possibilidade de realizarmos nosso trabalho de maneira pacífica e sem interferências.

Entretanto, exatamente agora que aprendemos a praticar CED e temos pessoas sensíveis ao nosso trabalho, faltam recursos.

Não contamos com nenhum apoio do Poder Público. Apenas um grupo muito pequeno de colaboradores nos dá sustentação. Com a crise, esse grupo diminuiu pela metade. Também com a crise nossos gastos com castrações, combustível e medicamentos cresceram, dificultando mais ainda a manutenção de nossa pequena estrutura. 

Praticar CED não é missão simples. Exige dedicação e amor aos animais. Além de dedicação e amor é preciso possuir técnica e recursos financeiros. Infelizmente o último quesito tem nos impedido de trabalhar de maneira como gostaríamos e deveríamos.

Para não encerrarmos nossas atividades, que sabemos de extrema importância para a diminuição do sofrimento da imensa população de gatos da cidade de São Paulo, pedimos ajuda.

Associação Bicho Brother

Caixa Econômica Federal

4007.003.00001761-6

Agência 4007.

Tipo de conta 003.

Conta corrente 00001761-6

CNPJ 21.071.638/0001-93

 

Para ajudar em nossa Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/precisamos-de-ajuda-para-continuar

 

 

 

 

CED NO BRASIL | TNR IN BRAZIL

10984246_1012493638814261_1053680683943333870_n

Se até há relativamente pouco tempo o CED (Capturar, Esterilizar, Devolver) era um programa quase desconhecido para a maior parte dos brasileiros, nos últimos anos essa realidade alterou-se, e mais ainda depois da realização, em Julho de 2013, na Cidade de S. Paulo, do 1º Encontro Nacional de Captura, Esterilização e Devolução de Gatos e Cães de Rua. Hoje são muitas as associações que fazem este tipo de intervenção no Brasil.

Uma dessas associações é a ARPA Brasil, sediada em Goiânia, que nos meses de Março e Abril deste ano intervencionou 106 gatos apenas no âmbito das suas campanhas de esterilização a baixo custo. Para o presidente daquele organismo, o abandono de animais pode ser combatido antes mesmo de acontecer: “Se quiser salvar 100 gatos de rua esterilize um! Castração é a solução”, garante Alexander Noronha.

Mais CED, menos sofrimento animal” é o lema dos activistas do Bicho Brother, outro organismo que se dedica à implementação do programa no Brasil, e que está neste momento a preparar o 1º Mutirão de Castração para Felinos do Bicho Brother. Neste evento, agendado 13 de Setembro, a associação promete esterilizar na sua clínica particular meia centena de gatos a preços acessíveis.

No Brasil como um pouco por todo o mundo aumenta a consciência dos cidadãos de que é importante fazer alguma coisa para travar o crescimento descontrolado das populações de rua, e a convicção de que o CED é a resposta adequada para o problema, porque é o único método humano, seguro e eficaz de alcançar aquele objectivo.
——————

Until recently the TNR (Trap, Neuter, Return) was a little-known program for the majority of Brazilians, but in recent years the situation has changed, and even more so after the 1st Encontro Nacional de Captura, Esterilização e Devolução de Gatos e Cães de Rua (1st national meeting of TNR in stray cats and dogs), which happened in July 2013 in S. Paulo. Today there are many associations making this kind of intervention in Brazil.

One of these associations is ARPA Brazil, based in Goiânia, which in the months of March and April this year intervened in 106 cats only within its low cost neutering campaigns. The president of that organization says that the animal abandonment can be tackled even before it happens: “If you want to save 100 stray cats, neuter one! Neutering is the solution”, Alexander Noronha assures.

“More TNR, less animal suffering” is the motto of the Bicho Brother’s activists, another association engaged in the implementation of the program in Brazil, which is currently preparing its 1st feline neutering campaign. In this event, scheduled for September 13th, the association promises to neuter in their private clinic 50 cats at affordable prices.

In Brazil, as all over the world, the awareness of citizens that it is important to do something to stem the uncontrolled growth of stray populations is raising, and so is the conviction that TNR is the appropriate response to the problem, because it is the only humane, safe and effective method of achieving that goal.

Animais de Rua Núcleo de Faro (Portugal), publicado na página do Facebook da entidade em 30/08/2015.

Site da instituição: http://www.animaisderua.org/page.php